domingo, 18 de julho de 2010

Tiranossauro Rex
































































O Tiranossauro Rex, foi um dos maiores dos dinossauros carnívoros que já existiram, medindo de 12 a 14 metros de comprimento, 4 a 5 metros de altura e pesando de 7 à 8 toneladas, dependendo do indivíduo. As fêmeas costumavam ser maiores em 10-30% e mais fortes, pois cabiam a elas a responsabilidade de gerar filhotes mais evoluídos, então, elas dedicavam a vida a nutrir-se de grandes quantidades de cálcio e proteínas, proveniente da carne e ossos das presas, para produzir ovos, além de escolherem os machos dignos para uma ninhada saudável, e os machos, por outro lado, competiam entre si pelo direito de acasalar. Eram predadores solitários que se encontravam em época de acasalamento, e ficavam juntos periodicamente. O encontro entre um macho e uma fêmea podia durar um tempo, eles procuravam se conhecer, e a tarefa do macho era impressionar sua parceira. Se desse tudo certo, eles copulavam, e ao nascerem os filhotes, eles cuidavam bem deles até que pudessem se virar sozinhos.

Viveu há aproximadamente 68 milhões de anos atrás, no final do Período Cretáceo, em grande parte da América do Norte, atingindo o topo da cadeia alimentar, caçando herbívoros como o Triceratops, Anquilossauro, Edmontossauro, Hadrossauro, e quem sabe o Alamossauro. 

O Tiranossauro possuía a mordida mais poderosa entre os animais terrestres. Ele tinha um crânio bem rígido de até 1.5m de comprimento, possuindo filamentos ósseos interligados à coluna vertebral, com um maxilar em forma de U (diferente de terópodes normais, cuja maxila superior era em forma de V), para dar uma potência maior, mandíbulas grandes, capazes de abrigar um homem inteiro, que podiam expandir até um ângulo de 63.5º e exercer uma pressão 5.8 toneladas, ostentando cerca de 50 dentes afiados e serrilhados de 30 centímetros até a raiz, estes que eram curvados para trás, permitindo que agarrasse melhor as suas vítimas, de formato proporcionalmente mais grosso que o de outros carnívoros, projetos para esmagar a carne e os ossos com facilidade, e um pequeno espaçamento entre os dentes para que eles se encaixassem perfeitamente ao fechar a boca. Dotado de uma mandíbula tão forte, somado a dentes perfeitos para esmagar como uma prensa, característica incomum entre os terópodes, ele disparado tinha a mordida mais perigosa, capaz de penetrar até a couraça dos Anquilossauros.

Seu pesado crânio de meia tonelada, era sustentado por um pescoço bem forte, com formato de S, para balançar a cabeça sem dificuldades, e conseguir levantar toneladas de peso. O corpo possuía toda uma composição óssea para sustentar suas 8 toneladas de musculatura, era um animal robusto, muito forte e resistente desde os ossos até os músculos. Contudo, o Tiranossauro não era lento, seu crânio tinha aberturas ósseas para redução de peso, uma grande cauda para contrabalancear, braços leves e pequenos em comparação ao restante do corpo, e musculosas pernas, as quais permitiam atingir incríveis 40 km/h, uma velocidade bem alta para um predador de seu porte, mais rápido que vários terópodes menores, e mais rápido que uma pessoa.




para detectá-las, o T-Rex tinha um olfato melhor até que dos cachorros modernos, melhor até que de todos os animais (com excessão de Pterossauros), podendo sentir cheiro de sangue a aproximadamente 16 km, o Tiranossauro sentiria o cheiro de suas presas e iria correndo na direção do cheiro. Tinha outra forma de se detectar e era com os péscom os pés. A visão do T-Rex era Binocunar (poderia saber onde atacar enquanto analisava) e Estereoscópia (podia anilisar e calcular ataques e movimentos), também poderia enxergar a presa em 3D e provavelmente avistá-la a uma distancia de 6km.



Antigamente o T-Rex era chamado de Dynamosaurus imperiosus, por ser o maior carnívoro encontrado na época. O nome permaneceu até 1905, quando Henry Fairfield Osborn, curador do museu onde estava o fóssil do dinossauro, resolveu mudar seu nome em função da grande popularidade que o animal adquiriu, daí surgiu o nome Tyrannosaurus rex, que significa "Lagarto Tirano Rei" ou "O Rei dos Répteis Tiranos", por causa do seu grande tamanho e ferocidade, nome que permanece até hoje.

O Tiranossauro Rex foi encotrado em 1900 por um grande paleontologista chamado Barnum Brown. Mas o esqueleto estava incompleto. Mas muito antes disso acontecer, as primeiras vértebras encontradas do animal, era duas no total, encontrado por Edward Drinker Cope em 1892, porém não puderam conhecer o animal então ele foi nomeado de Monospondylus gigas, Osborn não imaginava que Cope já havia desenterrado ossos de T-Rex, só em 1917 ele comparou o fóssil de Brown com as duas vértebras de Cope percebeu se tratar do mesmo animal, sendo hoje, uma das vértebras foi perdida restando apenas uma. Outro espécime de terópode que gera muita confusão é o Nanotyrannus, pois é muito similar ao T-Rex, porém menor, o que levou a catalogarem este terópode como outra espécie, mas hoje a maioria dos pesquisadores acredita que seja filhote ou um jovem T-Rex, o que discordo por eles terem diferenças no formato do cérebro e algumas nos dentes. Há alguns anos antes disso, em 1902, parte de um imenso esqueleto surgiu em Montana, nos EUA. Mais tarde, outro apareceu Wyoming. A partir desses ossos, o paleontólogo americano Henry Fairfield Osborn fez os primeiros desenhos dessa fera. Batizou-a de Tyrannosaurus rex ("rei dos répteis tiranos") porque foi o maior dino carnívoro do planeta. Até agora. Logo depois eles encontraram dinossauros maiores e o T-Rex ficou em 6º lugar (isso até outras pesquisas). É provável que os Tiranossauros vivessem em grupos como tal elefantes. Os Tiranossauros tiveram uma boa vida até ficarem adultos. Vários esqueletos de Tiranossauro encontrados tiveram marcas de mordida. Mas só um outro T-Rex poderia fazer isto. Isso comprova que ocorreram batalhas violentas entre si por causa de comida e por causa de acasalamento. Então o T-Rex filhote e jovem ficariam salvos de serem espancados por outros Tiranossauros. Porém, acho que os idosos também ficariam a salvo por ser velhos demais para ficar brigando.

Antigamente pensava-se que o T-Rex tinha um corpo na posição mais pra vertical do que horizontal, ou seja, ele era bem mais erguido como se fosse um homem em pé. E com essa postura o Tiranossauro caminhava arrastando a cauda no chão. Mas isso já é coisa do passado. Se o T-Rex fosse assim, como ele iria caçar? Correndo arrastando o rabo no chão atrapalharia ele e caso ele já tinha cercado a vítima, com essa postura ele teria mais dificuldades. Seria o mesmo que você correse arrastando um saco de lixo na mão. Mas logo depois eles descobriam a verdade. O T-Rex na verdade tinha um corpo na posição mais pra horizontal. E com isso ele ia andando e correndo com a cauda erguida para cima em posição de corrida dando a ele mais velocidade e facilidade para lutar, mesmo sendo péssimo nas curvas, por causa de sua visão que ficava muito na frente do crânio (Triceratops eram bons nas curvas por causa dos olhos nas laterais, pelo menos contra Tiranossauros) embora com bons benefícios.


Informações do dinossauro

Nome: Tiranossauro.
Nome cientifico: Tyrannosaurus rex.
Tamanho: De 12 a 13 metros de comprimento e 5 metros de altura.
Peso: Cerca de 7 à 8 toneladas.
Local: América do Norte.
Época: Cretáceo (Superior).
Alimentação: Carnívora.
Grupo: Terópode.
Família: Tyrannosaurídae.

Stygimoloch



Stygimoloch, cujo nome significa "Diabo com espinhos". Foi uma espécie de dinossauro herbívoro e bípede que viveu no final do período Cretáceo a milhões de anos atrás.

Ele media de 2 a 3 metros de comprimento, 1,20 metro de altura e pesava, provavelmente em torno de 80 quilogramas.

O Stygimoloch viveu na America do norte e foi oficialmente nomeado em 1983 por Peter Galton e Hans-Dieter Sues.

















Informações do dinossauro


Nome: Stygimoloch.
Nome cientifico: Stygimoloch spinifer.
Tamanho: De 2 a 3 metros de comprimento e 1,20 metro de altura.
Peso: Em torno de 80 quilogramas.
Local: Na America Do Norte.
Época: Período Cretáceo.
Alimentação: Herbívora.
Grupo: Paquicefalossauros.
Família: Paquicefalossaurídae.